Mês: janeiro 2024

Bolgheri & Eddie Vedder

Começando com essa porrada.

Esse Cont´Ugo 2013 Tenuta Guado al Tasso, Bolgheri D.O.C. da Antonori, harmoniza perfeitamente com todo esse CD do filme Into the Wild. Corpo, intensidade e verdade. Combinação imperdível.

Localizada na região da Toscana, Bolgheri é a nova queridinha dos enófilos. Próxima do mar mediterrâneo e o berço do Sassicaia, um dos primeiros supertoscanos, juntamente com o Tignanello, utiliza as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, além da Sangiovese, para produzir vinhos que vem agradando cada vez mais os enófilos.

Produzido por Sean Penn, Into the Wild se baseia na história de Chris McCandless. Depois de se formar com Louvor, McCandless abandona a sociedade e parte para viver na Natureza Selvagem, sob o codenome de Alexander Supertramp. Eddie Vedder foi convidado para fazer essa trilha sonora e conseguiu um resultado espetacular, exprimindo tudo que a história se propunha a contar, e como foi a trajetória do protagonista!

Recomendo fortemente, essa harmonização! Saúde!

E o tal do Enoturismo?

Para alguns, o vinho pode ser considerado apenas uma simples bebida alcoólica. Mas desde a década de 90, quando fomos invadidos por garrafas azuis em todos os salões de eventos do Brasil, que esta bebida de Baco vem atraindo cada vez mais apreciadores. Quem nunca tomou um Liebfraumilch que atire a primeira rolha…!!!

Sendo iniciado nesta religião que se confunde entre enologia e enofilia, cuja diferença prometo falar no próximo texto, você passa a utilizar muitas vezes como “leme” de sua vida social o vinho. Onde, quando e com quem jantar, muitas vezes são decisões tomadas diante do vinho que está na prateleira à sua frente.

Não bastasse esta influencia toda, o vinho também passa a definir o roteiro de muitas viagens. Para quem não conhece, o termo enoturismo define este segmento do lazer, cuja motivação de uma viagem é aprofundar o conhecimento de uma forma ampla, não apenas para tomar vinho, mas para conhecer os vinhedos, as formas de elaboração, as paisagens agregadas, a gastronomia, ou seja, toda uma gama de atividades que complementam e acompanham uma garrafa de vinho.

França, Itália, Espanha, Portugal, Chile e Argentina são alguns exemplos onde este turismo é tratado de forma profissional. De alguns ano pra cá, as vinícolas do Brasil passaram a investir forte no enoturismo, com destaque para as principais regiões produtoras, dentre as mais conhecidas a Campanha Gaúcha, o Vale dos vinhedos, a Serra Gaúcha, além do Vale do São Francisco, que fica no Nordeste.

Então, nas suas próximas férias, pense quais vinhos beber, para depois definir para onde você vai…!!!

Vinho, uma paixão!

Como podemos definir uma paixão?

.

Muitos dirão se tratar de um sentimento intenso, porém passageiro.

Alguns falarão em um amor de verão, que some no inverno.

Outros citarão poetas famosos e escritores renomados.

E terão ainda aqueles que nada dirão.

.

Para mim uma paixão não se trata apenas de um sentimento, muito menos passageiro.

Para mim a paixão existe em todas as estações do ano, no calor e no frio.

Para mim está presente nos livros mais raros, mas também no nosso dia-a-dia.

Finalmente, para mim nem é necessário falar.

.

Assim é o vinho: Uma paixão!

Presente em muitas ocasiões especiais de nossas vidas.

Com nuances algumas vezes imperceptíveis, porém marcantes e intensas.

Espumantes, brancos, tintos, licorosos. Não importa.

.

Para cada evento, uma opção.

Para cada opção, um evento.

Com ele podemos viajar para onde nunca imaginamos.

Basta fechar os olhos, e tomar a primeira taça.

© 2024 Loy Longman

Theme by Anders NorenUp ↑